O QUE É TERAPIA NEURAL?

É uma prática médico/odontológica com uma visão holística de como entender e compreender a vida. Atua no mecanismo auto-bioregulador do corpo criando uma nova ordem de equilíbrio utilizando a própria energia vital.

Esta reorganização do sistema ocorre através do processo de Plasticidade Neural, a capacidade que as células nervosas têm de estabelecer novas conexões e formação de novas redes neurais.

Na cavidade bucal estão 70% dos campos de interferência, que podem ser causa principal ou coadjuvante das mais diversas doenças. Podem também ocasionar enfermidades psíquicas. Estes campos correspondem a áreas despolarizadas, infectadas ou não, normalmente sem sintomatologia. O diagnóstico é feito através de teste específico.

Na Terapia Neural devemos olhar os dentes não como simples estruturas mecânicas e sim como um micro sistema mais complexo onde um fator desencadeante na boca pode gerar enfermidades à distancia.

Uma maneira de restabelecer este fluxo do impulso energético bloqueado é aplicando Procaína em pontos específicos elegidos de acordo com a historia de vida do paciente.

Este conhecimento não é novo, existem milhares de casos relatados e sua ocorrência é frequente. Seguem exemplos de algumas enfermidades diagnosticadas e tratadas com terapia neural e abordagem neurofocal cuja causa foi encontrada na cavidade bucal: litíase nos rins; artrites; reumatismo; oftalmopatias diversas; sinusite; varizes; epilepsia; neuralgia; problemas auditivos (otites); doenças de pele; alopecia; dores de cabeça; distúrbios nervosos e psiquiátricos (psicoses, depressão, estresse, insônia, síndrome do pânico); dores cervicais; disfunções e doenças cardíacas (taquicardia, infarto do miocárdio, endocardite bacteriana); diarréia; espasmos digestivos; disfunção temporo-mandibular; câncer; amenorréia; apendicite; esclerose múltipla; transtornos motrizes; degeneração nervosa; perda da memória; eczemas; enfermidades pulmonares; úlceras gastrointestinais; alergias, e outros.

Diante desta informação, torna-se imprescindível a formação dos dentistas em Terapia Neural e um trabalho multidisciplinar dos mesmos com médicos e psicólogos para a saúde ser restabelecida nos pacientes.

QUAL É O OBJETIVO DO TRATAMENTO COM TERAPIA NEURAL?

A Terapia Neural envolve a questão da desprogramação da memória celular e vai muito alem de um bloqueio anestésico podendo o paciente mudar a percepção da vida e ter mais clareza do momento presente.

O objetivo é limpar essa memória celular interferente acumulada ao longo da vida e assim, facilitar o fluxo de informação e energia necessária para que o organismo funcione em equilíbrio e encontre o caminho da auto-cura.

O QUE É FATOR DESENCADEANTE OU CAMPO DE INTERFERENCIA NEURAL?

São pontos que desencadeiam uma dor e este estimulo patológico fica gravado na memória celular alterando a modulação e frequência da informação do Sistema Nervoso que, por sua vez pode dar origem às doenças. Um Campo Interferente pode ser uma cicatriz antiga em qualquer parte do corpo, um dente extraído ou sem nervo, uma sinusite crônica, um problema ginecológico, transtorno emocional, dor causada por um ponto de gatilho muscular, etc. e este estimulo irritativo quando persiste é considerado um obstáculo à cura e poderá ser neutralizado através da Terapia Neural.

QUAL O MODO DE APLICAÇÃO DA PROCAINA?

Utiliza-se uma seringa e uma agulha. A aplicação é subcutânea formando pequenas pápulas na pele e pode ser aplicada na boca ou em qualquer região do corpo onde seja o ‘Campo Interferente’.

CONTRA INDICAÇÃO DA TERAPIA NEURAL (TN):

Um CI (Campo de Interferência) pode ser neutralizado pelo estimulo da Terapia Neural porem a presença de metais pesados no organismo (chumbo, mercúrio, alumínio…) ou ainda pessoas com intoxicação alimentar ou medicamentosa diminuem a resposta de Sistema Nervoso, sendo nestes casos indicado um tratamento de desintoxicação e orientação de dieta…

A Terapia Neural não é indicada para transtornos mentais graves, enfermidades infecciosas avançadas, câncer (não contribui na cura, mas melhora as condições de vida), atrofia renal, cirrose avançada, artrose deformante (ajuda a melhorar os sintomas, mas não a evolução da doença) e para pessoas com medo excessivo de agulhas ou injeção.

QUAIS SÃO OS EFEITOS COLATERAIS DA TERAPIA NEURAL?

Utilizando-se a procaína a 0,7% (bem diluída), sem conservante, sem vasoconstrutor e sem adrenalina, não produz efeitos secundários, portanto, não causa intoxicação ou alergia.

Após aplicação da procaína o corpo passa por uma “limpeza” e precisa eliminar a energia negativa resultante do processo irritativo e isto pode ocorrer através de uma diarreia, uma expectoração, choro, estado febril, sonhos repetitivos ou quaisquer outros sintomas, pois não há padrões e o processo é individual. Podemos considerar estas reações como autocurativas e passageiras permitindo orientar a continuação do tratamento.

Para que o estimulo da Procaína possa atuar de maneira eficaz é necessário que você tenha consciência do seu estado de saúde atual e queira mudar seus hábitos para que o resultado seja satisfatório e duradouro!